daí que quinta-feira eu tinha um artigo para apresentar. pessoas deixaram de almoçar (ou levaram seus potes de salada de macarrão) para ir lá me ver. e eu não apareci. porque peguei o ônibus errado.

tipo. eu faltei ao meu próprio seminário porque o ponto de ônibus estava cheio e eu vi meu ônibus em algum lugar e me confundi toda porque estava tendo um dia meiassim aí rolou um momento porta dos desesperados e eu entrei no ônibus errado.

(sabe a porta dos desesperados, né? aquele quadro no programa do sérgio mallandro que persuadia as crianças a escolherem a porta errada e aí pulava um cara vestido de macaco lá de dentro? e depois ele abria a porta certa pra mostrar pra criança tudo o que ela tinha perdido? preciso fazer a analogia pobre ou todo mundo já entendeu? ok, só checando.)

a sorte (risos) é que agora sou uma pessoa trabalhada no controle de danos e em vez de sentar e chorar liguei para o laboratório, contei uma mentira plausível, remarquei a apresentação e SÓ AÍ sentei e chorei. tipo até agora. por motivos variados. mas detalhes.

durante esse período senta-e-chora não chequei meus emails. então agora à noite controlei meu pavor e fui lá ver tudo o que ignorei solenemente nos últimos dias. começando pelos meus trânsitos astrológicos porque sou essa pessoa que sabe priorizar.

e né.
A Lua atinge sua fase minguante entre os dias 10/05 e 13/05 (Amanhã), Brooke, atuando sobre a sétima casa de seu mapa astrológico, enquanto o Sol atua sobre o décimo setor. A grande contradição destes dias envolve as suas necessidades afetivas versus as suas necessidades estudantis ou profissionais.
eu poderia dizer que temos aí a grande contradição DESTA ENCARNAÇÃO INTEIRA. mas prefiro acreditar que é realmente tudo culpa da lua atuando na sétima casa e amanhã acordarei feliz, sã e equilibrada.

moral da história: não ignorem os emails de alerta do personare, amigos. ou vocês podem acabar cagados assim que nem eu. 
e ninguém aqui quer isso, tenho certeza.