primeiro pensei que: quando você cogita escrever um post pra dizer que se identifica com um cachorro, talvez seja o caso de, sei lá, não escrever nada. tipo nunca mais.

em seguida pensei que: venho perdendo a dignidade na internet há tantos anos que né? o que é se comparar a um ser vivo em forma de salsicha nessa altura dos acontecimentos? não é nada, meus amigos.

(para quem não compreendeu, isso não é apenas um vídeo fofinho. é o resumo de toda a minha vida. considerem que:
BOBBY = EU
DONO DO BOBBY = VOZES NA MINHA CABEÇA

e pronto, vocês acabaram de fazer um tour pelo meu processo mental.
legalzão, né?)

e por último pensei que: não posso nem alegar que bebi para explicar como cheguei a essa conclusão, gente. desculpem.

tô boua.