throughout the dark months of april and may

porque acabaram os meses do demo e tá todo mundo vivo, todo mundo sobrevivendo e operando ou ao menos promovendo belas imitações. 
e acho que nem tem como esperar mais do que isso porque nunca teve, mesmo. 

tava rolando uma choradeira SELVAGEM aqui, uma coisa assim pelo conjunto da obra. mas não tem muito propósito chorar publicamente quando ninguém vai te dar um abraço, uma solução, uma cerveja ou uma caixa de lenços. então melhor abstrair do drama e, como sugeri de mim para mim mesma, fazer a amnésica e fingir que as últimas semanas nunca aconteceram. nem deixaram essa sensação de quando há algum tipo de calamidade e você se vê em casa num horário atípico, usando umas roupas que não costuma usar, dormindo e comendo em momentos descoordenados porque seu pequeno universo implodiu.

porque vamos combinar que essa meio que já é a descrição da minha vida inteira. 

e eu preciso ficar lembrando a mim mesma, nessas alturas da existência, que o caos ainda é melhor do que uma felicidade vaga e cheia de poréns. porque com ele pelo menos eu sei lidar.