a metáfora pobre de hoje fica por conta da minha sobrinha que, com seus desenhos altamente psicanalíticos, elaborou essa obra prima da fisiologia humana misturada com pieguice.

(isso era todo um livro explicando os motivos pelos quais as pessoas não podem viver sem coração, compreendam)


morri! :(