eu me pergunto o quanto mais consigo me ferir, mas não quero realmente saber a resposta porque essa capacidade parece ser infinita.

em vez disso, prefiro me perguntar o seguinte: agora, nesse exato momento, o que posso fazer para manter isso sob controle? e se há uma escolha, se existe essa possibilidade remota, por que é que eu sinto que não estou nem mesmo tentando?