hoje fui dar uma olhadinha nas apresentações e: não rolará. umas 80 pessoas no auditório, ok que 75 só estavam ali pra esperar o coffee break, mas ainda assim são 80 cabeças, mermão. está além das minhas habilidades.

voltei injuriada e falei que olha, já que está tudo uma bagunça eu vou me fazer de desentendida e apresentar apenas um pôster pro avaliador. sem stress, sem microfones. e a coordenadora do projeto, tristíssima, tenta me animar:

- pôster não, raquel! poxa, faz oral! não faz mal se tem muita gente, é até melhor! fazer oral é bom pro seu currículo!

sendo que essa é a mesma pessoa que reuniu os novos monitores no fim do curso e quis saber:

- então, gente, vocês que ainda não tinham dado... qual foi a sensação?

e não, ela não se dá conta.

de modos que nem argumentei, apenas fingi que as pessoas da mesa ao lado não estavam rindo da minha cara, muito menos se perguntando pra onde mandarei esse currículo.

e dessa vez não vou nem finalizar perguntando que vida é essa?, porque né. vai que vocês resolvem responder.