isso é tão bonito


(a música, as cenas, as caras de mágoa da brigitte bardot)
que vou abstrair da pedância de postar outro godard aqui com um intervalo tão pequeno.

(além disso eu devo ter créditos infinitos porque consegui a proeza de assistir breaking dawn do início ao fim sem ter um derrame, dia desses. minha sobrinha estava aqui frenética, porque quer assistir a última parte no cinema, então tá bom, né. e mermão, que porra engraçada. com 8 anos eu não sabia nem o que era sexo, e taí a criança vendo edward quebrar a cama e bella toda roxa da pegada violenta porém FELIZONA querendo mais, numa vibe 50 tons de purpurina, sensualizando com camisolinhas bonitas e ~chorando~ porque edward simplesmente se. recusa. a. comê-la. novamente. afinal não basta casar com um virgem de 108 anos, é preciso implorar por sexo e acabar grávida do bebê de rosemary. stephenie meyer, eu tenho tanto medo de você.)