o problema é muito menos essa sensação de "e amanhã?" do que essa desconfiança que me assombra a cada cinco minutos de que amanhã será exatamente igual.

não sei se me faço entender.

assim, na vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário