sabe o que é pior?

a lagartixa-bebê foi andando calmamente para trás da cômoda. ela vai ficar lá por um tempo, eu vou esquecer que ela existe, e num dia qualquer às 6 da manhã vou enfiar a mão na gaveta para pegar uma blusa e ela vai estar lá, e eu vou encostar nela e ter um ligeiro faniquito porque não curto bichos geladinhos misturados com as minhas roupas, muito menos de manhã cedo. e depois vou me sentir ridícula, porque é só uma lagartixa, minha filha, se controla.


sim, eu já planejei tudo.

20 comentários:

  1. kkkk eu gostava quando tinha largatixas morando no meu quarto ><

    ResponderExcluir
  2. minha mãe tocava o terror dizendo q tinha q dormir de boca fechada senão a lagartixa fazia xixi lá do teto, cai na boca e a gnt ficava doente (eu morava no sítio, lagartixas no quarto era mto comum) =S

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahah, ~mães~, né.

      sempre zelando pela integridade psicológica de suas crias.

      Excluir
  3. Nem falo nada por motivos de: já acordei com morcegos-bebê em minha cama. OU SEJA: Murphy nos ama, Murphy nos quer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aqui em casa costumava ter morcegos pendurados na luminária da cozinha. jamais entendi a preferência.

      Excluir
  4. gente, tentei comentar e meu comentário sumiu u.ú
    enfim: isso já aconteceu comigo, só que eu não sabia que a lagartixa-bebê estava se escondendo dentro do meu armário. quando fui pegar uma blusa, ela correu por cima do meu braço, toda pimpona.
    mas ó, se você for que nem eu, relaxa. porque quando a lagartixa aparecer, você vai levar um susto tão grande, mas TÃO GRANDE, que não vai nem conseguir esboçar uma reação. e depois você vai poder se consolar dizendo "ah, mas eu nem tive tanto medo assim, tanto que nem gritei" ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sumiu não, xuxu. é que a moderação tá ativada para desencorajar possíveis malucos.

      mas olha, nem tô mais pensando muito no susto que ela vai me dar. tô mais aterrorizada achando que vou matá-la sem querer, fechando uma porta/janela/gaveta, ou pisando mesmo.

      Excluir
  5. Quando eu tinha uns 7 anos, uma lagartixa morou no teto do meu quarto por uma semana inteira. Batizei de Godofredo (o Godô) e sofri horrores quando ele sumiu. Sdds Godô =~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah, sim, porque depois de causar todo esse transtorno elas ainda por cima SOMEM, né.

      é muito descaso.

      Excluir
  6. Isso já aconteceu comigo assim: era uma mariposa preta pequena que só saia à noite e gostava de se enfiar dentro do meu ouvido, o que me levava a acordar a.pa.vo.ra.da com essa situação até dar cabo da bichinha, que só aconteceu umas três noites depois.
    Viu só como poderia ser pior? ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahha, gente, prefiro mil vezes uma lagartixa-bebê a um desses bichos com obsessão por penetrar em orifícios do corpo humano.

      Excluir
  7. MAS GENTE?! (2)
    Que lagartixas são essas que habitam as casas de vocês? Na minha elas transitam apenas pelas paredes e o teto, raramente no chão, JAMAIS na mobília. E olha que sou ~super~ organizada e largo tudo aberto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. como assim, gente? aqui as lagartixas sempre surgiram dentro de armários, mesmo aqueles que ficam fechados por semanas, é praticamente geração espontânea.

      Excluir
  8. Hahahahaha.

    As daqui de casa (quando aparecem) estão sempre muito pimponas, andando pelo meio da sala, do corredor. São umas abusadas mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e se eu pisar nela, quem vai pagar minha terapia? é só isso que eu quero saber.

      Excluir
    2. Afe... elas também nunca colaboram, né?

      Excluir
    3. e quem é que colabora? assim, na vida?

      Excluir
  9. Já pisei por acidente em uma lesma.
    Eu estava de meias.
    D:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu gostava de botar sal em lesmas quando era criança, se pá é por isso que o bad karma me pegou e minha vida se recusa a andar. D:

      Excluir