uma preguiça

de falar (porque vou parecer encrenqueira), de não falar (porque vou parecer antipática), de escrever (porque posso ser mal interpretada), de ficar quieta (porque podem confundir com tristeza depressão etc), de relaxar e simplesmente ser eu mesma (NUNCA ACABA BEM), de ir ali na cozinha arrumar algo pra comer (gastrite) ou só pegar outra latinha de pepsi (celulite), então apenas fico aqui riscando os dias que passam no calendário (tédio, olhar bovino), enquanto me pergunto como uma pessoa tão sensacional e inteligente (eu) pode ter se enrolado tanto nessa vidinha mais ou menos (mimimi).

18 comentários:

  1. Calma aí que eu ainda tô tonta com a identificação.
    Por que odiamos uma coisa que fazemos com tanta frequência (isso tudo)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. porque gostamos de sofreeeeeer?

      não sei, gente.

      Excluir
  2. Ah, me identifiquei! HAHAHAH Tenho dessas preguiças também, principalmente de "escrever (porque posso ser mal interpretada)" mas aí você também não pode ficar sem escrever e fuén :\

    Adoro o blog. Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahah, é muito FUÉN pra uma vida só.

      :*

      Excluir
  3. Depois de tanto tempo lendo seu blog, conclui que cheguei no mesmo ponto por escolhi a faculdade errada, e o que eu gosto não dá dinheiro por aqui. É meio duro ser um fodido nessa época da vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas qual seria a faculdade certa?

      existe? porque eu estou quase concluindo que não.

      Excluir
  4. raquel, olha, ser sensacional o tempo todo também cansa.
    curte aí a preguiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nunca me senti sensacional por tempo suficiente pra cansar, hahah :P

      Excluir
  5. Mas gente, rolou identificação nervosa aqui. Socorro, isso não pode ser bom, não. Preguiça define.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso NÃO É bom. mas aí a gente pensa nas alternativas e fica quietinha porque né, vai que ~piora~?

      Excluir
  6. todas essas preguiças são quase tão normais como a de acordar e pensar "cazzo, tudo de novo?"
    rola contigo também essa preguiça existencial?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mais ou menos. eu acho a rotina meio reconfortante, sabe? gosto das coisas familiares.

      :)

      Excluir
  7. gente, ajuda. amo tudo o que você escreve.
    só pra constar.

    ResponderExcluir
  8. Não lembro como eu cheguei ao teu blogue, mas me divirto um bocado em lê-lo.
    Abraço
    M.

    ResponderExcluir